INSÍGNIA E LEMA

INSÍGNIA E LEMA
CONQUISTANDO OS CORAÇÕES SE VENCE A LUTA

quinta-feira, 15 de fevereiro de 2018

DESTA VEZ ÉRAMOS MAIS

Dia 8 de Fevereiro, no Barreiro, no habitual Bar dos Fuzileiros, novamente um Encontro de Camaradas das Companhias do Batalhão 2872, mas, desta vez, com um convidado especial, o então Sr. Major Ló, hoje Coronel na Reforma, à época Segundo-Comandante do Batalhão de Cavalaria 2870 que a nossa Companhia (2506) foi reforçar em Terras-do-Fim-do-Mundo (Kuando-Kubango), mais propriamente na Coutada de Mucusso, com Destacamentos na Coutada do Luengue e no Dirico/Calai. O Major Ló, como gosta de ser designado (diz que se sente mais novo) já havia sido abordado pelo Mota, aquando da Confraternização daquele Batalhão nos arredores do Porto, em que estiveram também presentes o Carvalho e o Manuel Freitas, da nossa Companhia, para uma eventual presença num destes Encontros tendo ele logo respondido que, para se encontrar com a rapaziada, estaria sempre pronto. O Acácio Sampaio, Camarada daquele Batalhão e amigo de infância do Mota, também presente no Barreiro, fez o contacto telefónico com o Major e informo-o que nos prontificávamos para o ir buscar a casa, em Cascais, ao que ele logo recusou e disse que viria de combóio até ao Cais do Sodré, onde, aí sim, o colocaríamos no carro para o Barreiro. Visivelmente bem disposto, com saúde regular, apesar da idade mais avançada do que a nossa.
Juntos todos à porta do Bar dos Fuzileiros, fizeram-se as apresentações dele ao pessoal das outras Companhias, que não o conheciam, e logo se estabeleceu uma empatia generalizada que permitiu um são Convívio entre todos os presentes, inclusive o Camarada Conde e Silva, que foi Capitão-Miliciano e comandou a Companhia 2504 do nosso Batalhão.
Intervenções comoventes, nomeadamente por parte do Major Ló e do Merca, pois a idade não perdoa e as voltas ao astro-rei são feitas a uma velocidade imperceptível. Só notamos nos cabelos brancos e, por ventura, em algumas pequenas rugas que procuramos disfarçar.
Esperemos que numa próxima oportunidade, para além dos actuais, outros Camaradas possam e se disponibilizem para nos reencontrarmos, pois é uma incomensurável alegria revisitar tempos da nossa juventude.

Presentes:

CCS:                                            
Brandão
Medroa                                                 
Neves
Pinto Ferreira                                                                

2504
Branco da Cruz
Catarino Nunes
Conde e Silva
Jorge Severino
Pimenta

2505
Cipriano Pimpão
Fernando Santos
Galinha Ferreira
José Madeira e Costa
Lucílio de Oliveira
Merca                                    
                                                                                
2506                                                                               
Boavista                                                                            
Carvalho                                                                           
Fontes (Comp. Transportes adido à 2506) 
Francisco Freitas
Manuel Freitas
Mota                                                                    
Temudo

Bat. Cav. 2870
Acácio Sampaio
Ex-Major Ló (Coronel na Reforma)
                               
                         


































Carlos Jorge Mota

quarta-feira, 3 de janeiro de 2018

DESTACAMENTOS AO LONGO DA FRONTEIRA SUL

Pessoal dos vários mini-Destacamentos ao longo da fronteira sul do Cuando-Cubango: uns fixos, outros em trânsito e outros ainda em rendição.

                                                             

                                               
                                                                         Vídeo de autoria do Fernando Temudo

Carlos Jorge Mota

sexta-feira, 8 de dezembro de 2017

FALECIMENTOS (VI)

Ontem. após uma visita a casa do Pinto, em Santo Tirso,  pequeno na altura mas grande como Homem das Transmissões que foi, e depois do almoço quinzenal habitual na Ponte da Pedra (próximo ao Porto), fomos sabedores - e logo posteriormente confirmado pelo Carvalho por telefonema com uma sobrinha - que, no passado dia 25 de Julho, partiu mais um Camarada nosso: EGÍDIO DA ROCHA PINTO, Soldado-Condutor da nossa Companhia.
Numa visita a sua casa feita pouco antes daquela data por Camaradas nossos, constatou-se que a sua saúde era periclitante pois estava já invisual e não falava, embora percepcionasse o que o rodeava.
Mais um que partiu à nossa frente seguindo a Lei Inevitável de Quem Está Vivo.
À Família enlutada apresentamos as nossas condolências e desejamos que o EGÍDIO repouse em paz, que bem merece.

Carlos Jorge Mota


terça-feira, 26 de setembro de 2017

OS 9 MAGNÍFICOS NA TERRA DOS FRANGOS



Para alterar a agradável rotina dos Almoços Quinzenais na área do Porto foi resolvido fazer-se uma Confraternização a 9 - seriam 10, mas o Orlando, não pôde comparecer -, juntando-se à mesa, e não só, no dia 13 de Setembro, o Ajax, o Almeida, o Carlos Jorge Mota, o Carvalho, o Fontes, o Francisco Freitas, o Graciano Simões, o Madureira e o Manuel Freitas.
O Fontes, anfitrião na sua Oliveira de Frades - Terra dos Frangos -, presenteou-nos com um excelente passeio pela área circundante, provida de arvoredo com mesas para repasto junto ao rio e lago e mostrou-nos em pormenor as belezas do seu chão-natal.
Seria óptimo que outros encontros entre camaradas se efectuassem por iniciativa de alguém que aglutinasse elementos da Companhia de Caçadores 2506 nas proximidades da área de residência, pois seria muito bom que a nossa Família Militar confraternizasse mais vezes para além do Encontro Geral Anual. A roda da vida não pára e tudo anda muito depressa ...


Lago com área de lazer

Falta o Graciano - estava a tirar a foto

Local de homenagem aos Combatentes

Lagoa resultante da água da chuva. Buraco originado pela pedra retirada para construção da Via Rápida
Os Rangers da Companhia


Condutores

A Logística, indispensável
Carlos Jorge Mota

quinta-feira, 29 de junho de 2017

FALECIMENTOS (V)

Acabei, aqui no Brasil onde me encontro presentemente, de receber um telefonema do Frade anunciando-me o falecimento há minutos atrás do "nosso Primeiro", Capitão Vilares, que, segundo informação que me foi prestada há momentos pelo Armador, com quem contactei telefonicamente, ocorreu no Hospital das Caldas da Raínha, em cuja Casa Mortuária ficará o féretro provisoriamente depositado, pois o Velório será feito a  partir de amanhã, cerca das 21:00, em Castelãos, Macedo de Cavaleiros, em cujo Cemitério será enterrado, no próximo sábado, de manhã, ainda em hora a determinar.

Mais um dos NOSSOS que nos deixa, 

QUE DESCANSE EM PAZ.


Carlos Jorge Mota